Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Aaaaargh! (ou: Trotes)

AAAAAAAAARGH!
Não fazem 10 minutos que acordei e já estou nos estados "espumando de raiva" e "Jeremias" ("Se eu pudesse eu matarra miil!"). Como se não bastasse 3 pessoas invadirem meu quarto e estragarem um dos melhores sonhos que eu já tive, essas pessoas resolvem passar pasta de dente no meu rosto (o que acabou sujando toda a fronha e um pedaço do lençol) e (o pior:) ainda têm a audácia de culpar meu pequeno irmão!
Tá bom que o piazinho é chato e tudo mais, mas eu meti um pouco de juízo na cabeça dele. Primeiro que ele JAMAIS faria tal perversidade, ainda mais comigo, e segundo que, assim como eu, ele não aprecia tão ridículo ato.
Eu observo exatamente o mesmo dilema com essa história de trotes de faculdade. As pessoas são forçadas, totalmente contra a vontade (forçadas dãã), a se exporem ao ridículo e a fazerem coisas que vão contra seus códigos éticos e que destroem sua dignidade e/ou físico. O mínimo que se espera de alguém cursando a faculdade é cultura e respeito, exatamente o contrario do que se vê.
Já ouvi várias vezes "deixa de mimimi, trote serve pra integrar", mas quem quer se integrar com gente assim? Ninguém percebe que existem formas muito melhores (e mais divertidas) de integração? E que até mesmo eu, o mais estranho ser humano ainda vivo, tenho um pouco de orgulho a preservar?
Pense... porque pra algo assim acontecer, precisa de um estúpido pra dar a idéia e alguns burros pra concordarem.

(texto escrito em 27/02/09)

Conhecendo o piá

Well, Thequila finalmente criou um blog para "compartilhar os devaneios dessa mente doentia"... (pff, já queria ter criado faz tempo, mas tinha preguiça de escrever os textos guardados na memória)
Nada melhor para começar que uma apresentação, right? Pois bem, meu nome é Rafael Lawisch, nascido em 94, morador de Novo Hamburgo/RS.

Deve estar pensando "isso é tudo? -.-"... Na verdade, não. Sempre tentei "me explicar" pra mim mesmo, ensaiando o dia em que, com sucesso, conseguiria "me explicar" para os outros. Bem, na minha mente são "dois de mim" ao mesmo tempo, com idéias adversas e discussões muito argumentativas. Ambos agem em conjunto para que o melhor seja alcançado.
Até agora não achei uma explicação plausível e inteligível com menos de 5 páginas, mas posso resumir que sou alguém muito calmo, que sabe exatamente quando algo ruim vai acontecer (e, por isso, seguidamente é observado "abusando da sorte"), que preza muito o raciocínio lógico frio, que ouve repetidamente que é totalmente louco, sarcástico e irônico, e que parece mais louco quando se observa melhor o quanto meus pontos de vistas são incomuns.
Mas não pense que sou alguém ruim! Quando em grupo, minha ironia costuma render boas piadas, e algumas pessoas dizem que sou simpático, compreensivo, e, acima de tudo, bom ouvinte e conselheiro.

Se ficou interessado, continue acompanhando os esporádicos posts: provavelmente revelarão mais sobre mim ao mesmo tempo que adicionam cultura e humor e/ou formam opiniões.

P.S.: Feel free to contestar qualquer coisa aqui escrita, seja nesse ou em futuros posts.
P.S. 2: Tentarei fazer posts mais humorados, porque esse post teve assunto demais pra pouca graça.