quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Muitas formas de expressão, mas nenhuma maneira

Escrevi muito, hoje. Conversei. Toquei. Cantei. Dancei. Lutei, até. Ainda assim, sinto que não me expressei.
Não, não expressei aquilo que quero, que preciso expressar. Estou numa felicidade tremenda, até elétrica! Mas estou agoniado ao extremo!
"Eu não sei o que eu tô fazendo, mas... tive que fazer". Essa frase tá martelando minhas têmporas pelo dia inteiro. E eu, aqui, sem saber como agir, como me livrar dessa agonia, como me expressar adequadamente.
Sinto que, se eu tiver sucesso, essa alegria há de contagiar a todos que se deixarem tocar.
Mas eu simplesmente não consigo.
(Eita, perigo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário