quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Aprendizado do dia

Estava eu em uma das costumeiras crises inerentes àquele que vai morar longe mas não se desvincula do local de origem, quando percebi que até hoje não sei viver um relacionamento.
Sim, eu definitivamente nasci pra amar e ser amado. Quanto a isso não restam dúvidas!
Mas, nessa minha curta experiência de alguns poucos anos de namoros, olho pra trás e percebo que em cada um deles eu buscava algo. Crescimento e experiência, na maior parte das vezes. Sexo, atenção e carinho, também. E quem não busca?
O problema é que, até então, isso suplantava a busca pela alegria mútua. Pelo aproveitamento do tempo a dois. Pela valorização dos nossos momentos.
E, pois bem, não vivi nada mais frustrante do que chegar em um final percebendo que deveríamos ter aproveitado nosso namoro.

Certamente que sou grato pelo que se passou nesses namoros, mas, percebo que é hora de me mudar. É hora de valorizar o nós mais que a busca pelo que me satisfaz em um namoro, afinal, se o nós não bastar, o relacionamento deixa de ser válido e passa a ser apenas útil.
Mais que isso, é hora de me curar de alguns defeitos patológicos e desesperadores, como a intolerância à frustração e a necessidade mórbida de aproveitar cada oportunidade que me é dada (mesmo quando as consequências não me valem de nada).
É hora de ser mais feliz.
E, ainda mais: é hora de sermos felizes ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário