sexta-feira, 21 de junho de 2013

Nota de pesar por um romance desfalecido

Eu sei que um dia a saudade vai bater
E em torno do meu peito, como uma garra, apertar
Mas nós dois nos dissemos adeus
Não posso mais te chamar.

De tudo o que ficou,
Memórias, lembranças,
Nada hei de esquecer e, quem sabe, um dia
Algumas de nossas histórias contarei para as minhas crianças.

Quero que vá em paz
Que se veja livre, tranquila, desimpedida
Que a sorte trilhe contigo o teu caminho
E que sejas feliz na estrada da vida.

Muito obrigado, de coração.